Use o Tor para ficar no anonimato

tor browserComo usar o Tor no Facebook, por exemplo

Tal rede de computadores é o principal meio utilizado pelos usuários do navegador Tor Browser, que deixa os usuários totalmente anônimos dos comuns rastreamentos da Internet que capturam dados simples dos membros da rede social para exibir anúncios direcionados aos seus interesses.

Tudo Sobre o TOR

Isso é possível pois esta rede é composta por várias camadas (daí o seu nome Onion, que significa “cebola”, em inglês), que visam despistar robôs espiões que rastreiam, dentre outros dados, os IPs dos computadores, permitindo que ninguém identificado.

                                        Mais de 1 milhão de usuários usam a rede Tor para acessar o Facebook

Em outubro de 2014 o Facebook implementou uma forma fácil e segura de se acessar a rede social pelo navegador Tor. Tanto a versão desktop quanto a versão mobile da rede social podem ser acessados diretamente pelo domínio “.onion”, disponível apenas para usuários do Tor Browser. Isso dispensa o uso de intermediários, conectando o usuário diretamente aos servidores do Facebook.

Desde então, o número de pessoas que vêm acessando o Facebook por meio desta rede anônima só aumenta. Em junho de 2015, por exemplo, a média de pessoas acessando o Facebook pelo Tor era de cerca de 525 mil.

Tor Browser: como mudar a linguagem para português?
Agora, pouco menos de um ano depois, o Facebook registrou mais de um milhão de pessoas acessando seus perfis todo mês de forma anônima, segura e totalmente livre de rastreamentos.

Ao acessar o Facebook pelo navegador Tor, os servidores da rede social podem identificar que aquele acesso está se dando, por exemplo, do Brasil. Quando, na verdade, a pessoa está na Austrália. Isso evita que se endereço IP seja rastreado e, consequentemente, seu endereço físico. Todas as páginas que a pessoa visita e seu comportamento na web também ficam totalmente no anonimato.

Além disso, quando a conexão é feita via uma rede Onion, usando-se o navegador Tor, todos os dados são criptografados de ponta a ponta, através de um certificado SSL. A polêmica em torno do seu uso é justamente a ausência de meios para rastrear, por exemplo, criminosos.

(fonte Techtudo)

2016-12-13T13:27:32+00:00 02/05/2016|